PREFÁCIO 2021

VII CONAEDU 2021

 

COMO REALIZAR A MUDANÇA e a QUALIFICAÇÃO SOCIAL PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA?

            O ano de 2021 encerra muitos desafios e concentra muitas esperanças. Este ano tem que ser o ano de nossa retomada da luta pela grandeza da vida, social e grupal, cultural e subjetiva. Temos que lutar para encontrarmos juntos uma segura e criteriosa forma de retomar nossa vida cotidiana, de reorganizar nossa existência, de reencontrar as pessoas que tanto amamos, de refazer nossas estruturas de convivência e de assumir uma nova compreensão da vida coletiva, social, cultural e educacional. O ano de 2021 tem que ser um novo gênesis cultural e social.

            Como devemos organizar a Escola para gerar uma nova qualidade institucional e pedagógica, para todas as escolas do Brasil, depois da pandemia? Esta é a pergunta principal que nos motiva a propor o processo formativo do VII Congresso Nacional de Educação, o VII CONAEDU, ano de 2021. Temos a alegria de planejar um evento que congregue a todos as pessoas, educadores e educadoras, pesquisadores e pesquisadoras, para uma intervenção sensível, acolhedora, democrática, universal e participativa. A tarefa de reconstruir as esperanças na Educação é uma urgente tarefa de todos e todas!

            Uma das mais comentadas questões dos últimos anos, no campo das pesquisas em Educação, das teorias pedagógicas, dos eventos e dos congressos de Educação, das práticas exitosas em escolas, em estados, em municípios e na própria esfera da União tem sido manifestada na seguinte questão: como realizar a mudança e a qualificação pedagógica, escolar, curricular e de gestão, na escola brasileira? Aqui as palavra mudança e qualificação assumem identidades fundamentais. O que se entende por mudança e por qualificação? O que significa atuar com uma nova qualidade na Educação e na Escola? Como poderemos entender a mudança e as transformações na dinâmica da Escola, da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio) e no Ensino Superior? Como se dá a transformação educacional e pedagógica na Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI), como reconhecemos a produção social da qualidade educacional na Educação Inclusiva? Como formaremos, nos Cursos de Licenciatura (formação inicial) e nos cursos e eventos de formação continuada, professores, educadores e gestores para as práticas de qualificação educacional e escolar socialmente referenciadas? Como reconhecer as práticas de transformação na escola?

            Todas estas questões foram levadas em conta pelo Conselho Consultivo do VII CONAEDU para propor este tema para 2021: Como Formar Para Realizar a Mudança e gerar a Qualidade Pedagógica na Educação e na Escola do Brasil? Esta é a proposta de nosso tema para reunir corações e mentes ao redor do primeiro congresso educacional digital do Brasil, agora em sua sétima edição, integrando milhares de pesquisadores, gestores, professores, educadores e estudantes de Educação, em sua diversidade, no Brasil e no mundo.

FORMAR BEM PARA EDUCAR MELHOR: a qualificação pedagógica socialmente referenciada é uma tarefa de todos os educadores e educadoras do Brasil.

            Há uma conceituação de qualidade que deriva da concepção empresarial, reunindo conceitos e propondo medidas que se fundamentam nas teorias e práticas da Administração de Empresas. Estas ideias são boas para as empresas, em suas funções sociais, para o mundo corporativo, de modo geral, e lá podem tem seus valores e suas potencialidades. Mas, para nós, a Educação e a Escola são instituições sociais autônomas e plenas, que não se confundem com a identidade das Empresas.

            A Escola é uma instituição que guarda suas identidades definidas pela prática social, pela legislação nacional, pelos órgãos de regulação definidos pela Lei e pelas diretrizes institucionais que derivam da Constituição Federal do Brasil (1988), da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN, Lei 9394/1996), das Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica (DCNGEB, 2013), da Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017 e 2018), além de outras normas e demais regulações especializadas. A Educação e a Escola necessitam sim de TRANSFORMAÇÃO  e de uma nova concepção de QUALIDADE PEDAGÓGICA, isto é, de mudanças estruturais, de melhoria, de transformação em quase todas as áreas que compõem seu espectro, mas esta esperada qualificação tem que ser compreendida, pensada e planejada a partir da realidade mesma da Educação e da Escola, e não da compreensão alienada da prática empresarial, de base econômica e colonizada pela cultura de metas de resultados e de avaliações desmedidas.

            A qualidade social educacional é a busca da  transformação estrutural das práticas educativas. A questão da qualificação educacional envolve a transformação da instituição na qual se pratica e se efetiva a educação: as escolas. Daí decorre a especial vinculação na denominação de QUALIFICAÇÃO SOCIAL EDUCACIONAL: ela se materializa numa profunda transformação ESCOLAR, isto é, na proposta de mudança das formas de pensar, de organizar, de conceber e de administrar uma Escola. Quando se refere à organização das práticas de ensino e das formas de organizar os conteúdos e os demais dispositivos que se manejam na organização dos fundamentos do ensinar e do aprender na Escola a proposta de mudanças recebe o nome de TRANSFORMAÇÃO CURRICULAR e de CRIATIVIDADE DIDÁTICA. Já o conjunto de propostas de transformações da Educação e da Escola, juntas, sugerem o nome de QUALIFICAÇÃO SOCIAL PEDAGÓGICA, que congrega as formas de pensar os conteúdos, os currículos, os espaços e as metodologias e processos que se vivem e se estruturam nas escolas.

            O VII CONAEDU quer debater este tema: o que é QUALIFICAÇÃO SOCIAL para o campo da Educação, da Pedagogia e da Escola? Como se compreende a Escola e a dinâmica da QUALIFICAÇÃO SOCIAL sem necessitar de teorias e de medidas estritamente empresariais? Como gerar a identidade, as teorias e práticas da MUDANÇA PEDAGÓGICA a partir da própria realidade e da original identidade da Educação e da Escola? Estas são as questões inspiradoras do VII CONAEDU que se expressam no tema FORMAR BEM PARA ENSINAR MELHOR NA EDUCAÇÂO e NA ESCOLA!