R. Funchal, 418 – 34º e 35º andar - Vila Olímpia - São Paulo
(11) 99380-4069 ou (11) 3521 -7389

Tema: COMO DEVEMOS e COMO PODEMOS EDUCAR PARA CONSTRUIR UM MUNDO MELHOR?

  • A EDUCAÇÃO COMO MEDIAÇÃO PARA UM MUNDO MAIS HUMANO, MAIS IGUALITÁRIO, SUSTENTÁVEL E JUSTO.

O ano de 2020 deverá ser um ano marcante na história da civilização humana. Certamente teremos muitas leituras, muitas interpretações e diversos registros, sobre os muitos acontecimentos desse ano cheio de desafios e de complexas dimensões, acontecimentos nos quais estivemos presentes como sujeitos, como protagonistas, e não fomos somente espectadores passivos.

O 6º CONAEDU (Congresso Nacional Digital de Educação) é hoje o maior congresso de educação do Brasil e um dos cinco maiores eventos educacionais do mundo, na forma digital. O CONAEDU já registra cinco anos de atuação na área da Educação, congregando os mais relevantes e destacados temas relacionados à dinâmica da Educação, aos mais respeitados e reconhecidos educadores do Brasil, e de alguns outros importantes países do mundo, no campo da Educação. Palestras, conferências e cursos temáticos sobre Educação escolar, tanto abordando as questões da Educação Básica quanto do Ensino Superior estão presentes na trajetória fecunda e consagrada do CONAEDU.

Neste ano, em que teremos muitas coisas a dizer sobre o longo 2020, queremos trabalhar um tema exigente e necessário: COMO DEVEMOS e COMO PODEMOS EDUCAR PARA CONSTRUIR UM MUNDO MELHOR? Trata-se de um tema que se expressa num questionamento, numa pergunta, a exigir de todas as pessoas, uma certa lucidez teórica e uma definida decisão da vontade. Trata-se de buscar envolver e convencer a todas as pessoas de nossa sociedade e de nossa época, sobre o caráter estratégico da Educação para realizar as necessárias transformações das estruturas de viver, de conviver e de produzir a vida em nosso tempo.

A organização das Nações Unidas (ONU) mantém uma agência própria para pensar e fomentar a Educação escolar em todo o mundo. Esta instituição é conhecida pela sigla UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) que atua com múltiplos projetos em todos os continentes e em quase todos os países do mundo, hoje presente em 190 países dos cinco continentes. Um dos mais destacados projetos da UNESCO na atualidade é conhecido pela sigla 17 ODS (17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), que congregam 17 princípios que deverão ser estimulados, promovidos e implementados nas esferas da sociedade global para produzir, até 2030, uma nova realidade social, ambiental e cultural no planeta, desencadeando ações e projetos para mudar o mundo, e que tem contabilizado muitas ricas experiências de formação humana, de sustentabilidade, de educação ambiental, de formação para a cidadania, para a diversidade cultural, para a superação do feminicídio e para a condenação de todas formas de violência e de desigualdade social. São estes os 17 Objetivos Desenvolvimento Sustentável da ONU:

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e a melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos.

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

O 6º CONAEDU de 2020 quer ser um novo aliado da política de mudança do mundo assumida pela ONU e UNESCO. Pretende ser um canal, no campo da Educação, da grandeza e da amplitude destes princípios, buscando integrar tais princípios à realidade e às especialidades da formação de professores, das vivências e das convivências escolares, nas diversas e integradas modalidades de Educação formal e não-formal, tais como a Educação Infantil, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da Educação Inclusiva, da Educação Para a Sustentabilidade, a defesa da Cultura da Paz e da Sustentabilidade ambiental e social.

Cada vez mais a Educação Escolar se define como um direito subjetivo e social, tal como prescreve a Constituição Brasileira de 1988. Nas últimas políticas públicas educacionais, abrangendo as diferenças e complementaridades presentes nas Leis Educacionais (1996, 2013) e nos Planos Nacionais de Educação (2001, 2014), na BNCC (2017) aparece sempre como uma linha mestra a defesa da Educação como Direito e do Direito à Educação. Em nossa sociedade contemporânea vimos inúmeros movimentos sociais e políticos que consideram a Educação como uma das mais importantes áreas da prática social com potencialidade para transformar e melhorar as relações humanas e o próprio homem em seu mundo e em sua história.

No VI CONAEDU teremos 10 palestras e 10 temas que buscarão abranger todas as áreas possíveis de engajamento educacional para produzir um mundo melhor. Serão sugestões de temas, de ideias e de práticas educacionais e culturais, voltados para formar professores e educadores, agentes culturais e gestores, que compreendem a Educação como estratégia para um mundo e uma sociedade mais justa, igualitária e humanizada.